Democrata Cristão?

O Cristão, pode se adaptar facilmente, ao sistema Democrático, mas jamais será um democrata, ou estará negando os princípios de sua crença.

Quando Moises foi chamado à montanha para receber os 10 mandamentos, não houve uma Assembléia com audiências e comissões para discutir o que seria aprovado pela maioria.

Moises desce da montanha e apresenta ao Povo de Deus, os preceitos básicos que devem ser seguidos e sem discussões.

O único sistema de governo que permite correções no rumo é o Democrático, que se alterna entre azul e vermelho entre anos e anos e dentre os que votam estão todos do povo, Cristãos e não Cristãos.

São muitos trabalhos acadêmicos ou não, que discorrem sobre o tema Democracia e Cristianismo e fica bem latente o antagonismo entre se dizer Democrata Cristão. Pode-se ser Cristão, e viver em uma Democracia, até que o Sr volte, mas jamais concordar com a maioria com idéias que não são Cristas, e assim se posiciona o Democrata, seguir a maioria. Não o Cristão, que tem seus princípios fundamentados em sua fé e seu manual de operações “a Bíblia”.

Bem diferente de ser “Conservador” e Cristão, aqui encontramos mais solidez de argumentos pois, veja uma pequena definição de Conservadorismo:

conservadorismo é um pensamento político que defende a manutenção das instituições sociais tradicionais – como a família, a comunidade local e a religião -, além dos usos, costumes, tradições e convenções. O conservadorismo enfatiza a continuidade e a estabilidade das instituições, opondo-se a qualquer tipo de movimentos revolucionários e de políticas progressistas. Mas é importante entender que o conservadorismo não é um conjunto de idéias políticas definidas, pois os valores conservadores variam enormemente de acordo com os lugares e com o tempo. Por exemplo, conservadores chineses, indianos, russos, africanos, latino-americanos e europeus podem defender conjuntos de idéias e valores bastante diferentes, mas que estão sempre de acordo as tradições de suas respectivas sociedades.

O Conservadorismo teve seu início com o Irlandês Edmund Burk, 1729-1797, conhecido como idealista de pensamentos que embasaram a Revolução norte Americana e a Emancipação Católica, contudo é na frase de Russell Kirk, 1918-1994 teórico político Americano que diz: 

“O conservador pensa na política como um meio de preservar a ordem, a justiça e a liberdade. O ideólogo, pelo contrário, pensa na política como um instrumento revolucionário para transformar a sociedade e até mesmo transformar a natureza humana. Na sua marcha em direção à Utopia, o ideólogo é impiedoso.”

Encontramos uma base forte e sólida para o Conservador Cristão que concorda com a Democracia como sistema, mas jamais como um instrumento, o “Democrata Cristão”, este se antagoniza em sua essência.

Quando vejo tanta elucubração para criação de Partidos Políticos ditos: “Democratas Cristãos” e pior, estabelecidos por homens que se dizem de origem Cristã? Fico assustado com a capacidade destes homens buscarem na sociedade seguidores, para se locupletarem de seus ideais de terem suas “Lojinhas” como se refere aos partidos políticos o comentarista da Rádio Jovem Pan, José Maria Trindade, ainda que eu nem sempre concorde com o que ele diz, esta colocação dele é perfeita.

Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s