Vitral de vinte pedaços.

Quando Chico Buarque foi a Lapa para fazer um samba em homenagem a nata da malandragem, certamente nem sonhava que aquela tal malandragem já havia mudado a capital do Rio de Janeiro para Brasília.

Um certo candidato a chefe de máfia, durante sua escola de formação, observou que eram mais de trezentos, hoje mais de quinhentos picaretas com anéis de doutor!

De qualquer forma, com estes picaretas em Brasília, com roupa e espírito de malandros vão permitindo que o povo continue marcado, como gado, e vivendo feliz!

A esperança continua sendo uma equilibrista que em cada passo desta linha pode e vai se machucar em prisões ilegais por opiniões dissonantes.

Para não dizer que não falei das flores, enviei uma coroa para o enterro da justiça na decisão da cassação de uma presidãnta.

Enquanto seus olhos procuram por naves espaciais no céu de Londres, seus instintos pedófilos afloram e hoje são defendidos e até camuflados como um pequeno mal doentio!

Viver é melhor que sonhar, eu sei que o amor é uma coisa boa regada a vinhos premiados e lagostas frescas recém pescadas.

Quando o poeta falou que “agente não sabemos escolher Presidente” ele não sabia que também não sabíamos escolher deputados, senadores, vereadores prefeitos e a coisa toda.

O Baiano falou que deveríamos alugar o Brasil, como solução, um povo de olho puxado entendeu, levou a sério e resolveu logo comprar a “bagassa” toda, até as Tvs, políticos, terras.

Hoje caminhando contra o vento, sem lenço sem documento e sem carteira de comprovação de picada, não entro no cinema, sem dilema, nem na casa da namorada da namorada!

Um domingo sangrento domingo, na Irlanda, foi só um principio da praça de Kiev de onde o verbo Ucranizar, foi explicado em tons vermelhos empíricos de realidade.

Nós continuamos não precisando de educação forçada, sarcasmo nas salas de aula tomadas de panfletantes progressistas, hei professores, deixem nossas crianças em paz, afinal lutaremos sempre para colocar mais um tijolo nesta parede que vai nos separar de seu progressismo nefasto.

Uma galera americana do norte, os das portas, já avisava do soldado desconhecido, que entrava na casa dos americanos, no café da manhã, levando uma bala no capacete e morrendo de forma tão natural durante a guerra do Vietnã, quanto nossos políticos atiram em nós, nos roubam todos os dias e estamos normalizando toda esta porcaria!

Uma diva da raça negra que tanto nos encanta, canta sobre respeito e levanta uma legião de fãs e ativistas de causas nobres que vão conquistar seu espaço e se perderem em outro espaço, o temporal, sendo transformados em panfleteiros desmiolados, professores, juízes, delegados.

Nossas bundas continuam expostas nas janelas para os políticos passarem as mãos nelas e não há a quem reclamar, com as mesmas caras de babacas ainda só queremos felicidade.

Tempos passados e este ainda é o país de sujeira pra todo lado, das favelas ao senado, ninguém respeita a constituição e continuamos o mesmo fruto Paulo Freireano sem noção ou formação.

Não temos mais nenhuma mosca para pousar em sopas, somente um pequeno resto, em vias de acabar de rede social que vai muito bem, a passos largos, caminhando para seu final.

Quando os caras titânicos perguntavam para que policia, nem imaginavam que seria para os donos da “bagassa”, agora hora vai, hora vem, dia passa e só entramos dia a dia nesta trapaça, onde de um lado trabalham quase de graça e de outro fazem graça das leis cumprindo mandados infundados.

A fruta estranha dos anos trinta, por um longo período proibida é só um reflexo no retrovisor, hoje ainda, sua opinião em desacordo também será igualmente censurada, a lição passada não serviu de nada!

Amanhã vai ser outro dia, apesar de vocês terem virado as suas casacas a família, a fé e a tudo que nos é importante, seguiremos lutando.

Adilson C M Stewart  11/21

Citações:

Homenagem ao Malandro – Chico Buarque

Luís Inácio – Paralamas do sucesso

Admirável gado novo – Zé Ramalho

O bêbado e o equilibrista – Elis Regina

Pra não dizer que não falei das flores – Geraldo Vandré

London, London – Caetano Veloso

Como nossos pais – Belchior

Inútil – Ultraje a rigor

Aluga-se – Raul Seixas

Alegria, alegria – Caetano Veloso

Sunday blood Sunday – U2

Another brick in the wall – Pink Floyd

The unknow soldier – The doors

Respect – Areta Franklim

É – Gonzaguinha

Que país é esse – Capital inicial

Mosca na sopa – Raul Seixas

Policia – Titãs

Stranger Fruit – Billie Holiday

Apesar de você – Chico Buarque

Uma ideia sobre “Vitral de vinte pedaços.

  1. Pingback: Vitral de vinte pedaços. | Blog do ACM – Picuinhas e Novidades

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s